Brizo, Senhora dos Navegantes

Brizo (do grego: Βριζώ) é uma antiga Deusa grega originalmente cultuada como a protetora de navegantes, marinheiros e pescadores.

Ela era adorada principalmente pelas mulheres de Delos, que lhe faziam oferendas de comida em pequenos barcos (mas nunca ofereciam peixes). Orações eram dirigidas a ela para que a Deusa concedesse tudo o que era bom, mas especialmente, para proteger os navios.

Seu nome derivada palavra grega antiga βρίζω que significa “dormir”, por isso Brizo também era conhecida como um profetiza especializada na interpretação dos sonhos, meio o qual vinham as suas respostas. Porém não se sabe se era ela o próprio oráculo ou se dava voz a um.

Foi em homenagem a esta Deusa que a adivinhação pelos sonhos; oniromancia recebeu seu nome: brizomancia.

Geralmente é dito que as visões surgidas no oráculo de Delfos eram causadas pelos gases que saiam do local, mas eles também usavam outros meios em lugares diferentes, como beber uma mistura de folhas de louro para entrar em transe ou para ter sonhos, o que se liga à essa Deusa. Pois além de se comunicar com sonhos proféticos, ela também é uma Deidade chamada para interpretar os sonhos dos outros.

Ela também era associada com a lua, e adorada como uma Deusa Lunar e Feiticeira pelos gregos (e ligada à cura), isso também a associa, devido às migrações de povos do Mediterrâneo do Mar Negro, para Chipre, Malta, sul da França, Grã-Bretanha e Irlanda.

.

Mito

Conta-se que Brizo mora no oceano. Ela não é uma sereia ou sirene, mas há muito tempo ela foi avistada por alguns pescadores mortais, e eles a confundiram com monstro por causa de seu corpo e pernas escamosas. Estando sozinha todo o tempo, seu único amigo é o oceano.

.

Locais de culto

Brizo não era adorada por toda a Grécia, mas era muito cultuada nas Cíclades (ou Cícladas – um grupo de ilhas no norte do mar Egeu) e também está associada com vários artefatos únicos encontrados lá.

Sob muitos nomes, o culto a Brizo pode ser rastreada desde épocas pré-históricas, devido à linguística, desde a Eurasia (Anatolia / Turquia), a Grécia, (especialmente na ilha sagrado de Delos, assim como há conexões do seu culto em Delfos); Amorica (região da Bretanha até o sul da França), Ilhas Britânicas e Irlanda. Há até alguns historiadores que defendem que  ‘Brizo‘ se tornou ‘Brigid’ na antiga Grã-Bretanha, bem como Irlanda.

Ela pode ser rastreada até a antiga Suméria sob a ocupação acádia (Akkadian) devido a conexões com o Deus Apolo. Também se postula que ela pode ter entrado no antigo Egito através dos minóicos, antes da atastrófica erupção vulcânica de Thera e da maior parte da frota mercante minóica.

.

Epítetos:

Brizo rKacbas

.

Deusas com características semelhantes:

  • Mitologia Iorubá: Yemanjá
  • Mitologia grega: Astéria

.

Guia rápido de Correspondências:

Invoque Brizo para: sonhos proféticos, interpretações de sonhos, viagens marítimas, pescaria, alimentos.
Animais: peixes
Aromas e ervas: aromas marítimos
Dia: Segunda
Elemento: água
Planeta: mercúrio
Signos relacionados: Câncer, Escorpião e Peixes
Símbolos: peixes, ancoras, barcos, água.

 

Fonte:
wikipedia.org/wiki/Brizo
www.paleothea.com/Goddesses/B/Brizo/
www.mythindex.com/greek-mythology/B/Brizo.html
greekgoddesses.wikia.com/wiki/Brizo
hellenic-pagans.livejournal.com/28072.html
mrpsmythopedia.wikispaces.com/Brizo
Anúncios

2 comentários sobre “Brizo, Senhora dos Navegantes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s