Adrasteia, a inescapável

Na mitologia grega, Adrasteia (em grego Ἀδράστεια) foi a ninfa que cuidou do bebê Zeus, em segredo na Caverna Dicteia, seu nome significa “a inescapável” pois era sua responsabilidade para proteger o jovem Deus de seu pai, Cronos.

Já na tragédia Reso, Adrasteia é filha de Zeus, ao invés de sua babá.

Apesar de nenhuma de suas imagens terem sobrevivido até os dias de hoje, Adrasteia e Ida eram Deusas muito amadas pelos gregos, honradas com santidade e desfrutando muita fama entre os homens pois eram vistas como mães zelosas que cuidavam amorosamente de Zeus mesmo ele não sendo carne de sua carne.

.

Mitologia

Reia, quando estava grávida com Zeus em seu ventre, partiu para Creta e deu a luz em uma caverna no monte Dikte. Ela colocou-o sob os cuidados dos Coribantes e das Ninfas Adrasteia e Ida, filhas de Melisso.

As irmãs alimentaram o pequeno Zeus com mel e com o leite da cabra Amalteia (algumas fontes falam que Amalteia era uma terceira ninfa mas, geralmente ela é descrita como a cabra do leite). Os Coribantes, também conhecidos como Curetes (ou Kouretes) também vigiavam a criança; impediam que Cronos ouvisse o choro do bebê, pois sempre que a criança chorava, eles batiam suas espadas e escudos, abafando o som.

Apolônio de Rodes, antigo poeta grego, relata que ela fez para o infante Zeus um belo globo (esfaira) para ele brincar, era uma bola perfeita, feito de aros de ouro atados juntos todo o caminho com costura dupla; Mas as costuras eram escondidas por uma faixa azul sinuosa. Quando era jogado para o alto, ele deixava uma trilha ardente atrás como um meteoro no céu. E em algumas moedas cretenses Zeus é representado sentado sobre este globo.

Constelações Ursa maior e Menor.

Como recompensa por seus serviços, Zeus colocou as duas ninfas entre as estrelas como as constelações de Ursa maior e Ursa Menor. Os gregos as viam como uma constelação circulandoa outra, fazendo referência ao Globo que Adrasteia deu ao Deus quando criança.

.

Epíteto de outras Deusas

Adrasteia foi epíteto de Nêmesis, a Deusa do destino, do equilíbrio e da vingança divina. O epíteto é derivado do verbo grego διδράσκειν (didraskein), segundo o qual significa a deusa que ninguém pode escapar.

Adrasteia- Reia

Adrasteia foi também um epíteto aplicado a Reia (Deusa mãe da  fertilidade da natureza) por ela mesma, para sua versão romana Cibele, e para Ananke (mãe das Moiras e personificação do destino, necessidade inalterável e fato). Tal como aconteceu com Adrasteia, estas três foram especialmente associadas com a dispensação de recompensas e punições.

Luciano de Samósata refere-se a Adrasteia/Nêmesis em seu Diálogo dos Deuses marinhos, quando Poseidon observa para uma nereida que Adrasteia é mais forte do que Nefele, que foi incapaz de evitar a queda de sua filha Hele do carneiro do velocino de ouro.

.

Locais de culto

Pausânias, um antigo geógrafo e viajante grego, observou que em Crisa, o porto que serviu Delfos, “um templo de Apolo, Ártemis e Leto, com imagens muito grandes em obra ática. Adrasteia foi criada pelos crisenses no mesmo lugar, mas ela não é tão grande quanto às outras imagens.”

Os cretenses que se estabeleceram na Sicília construíram um templo para as Ida e Adrasteia e concedeu à estas Deusas honras incomuns, adornando seu templo com muitas ofertas votivas e até mesmo sacrifícios. O culto dessas Deusas, dizem os homens, se tornou muito forte em Creta, já que os cretenses também mantiveram honras especiais para essas Deusas.

Os Oráculos até aconselhavam certas cidades a honrar as Deusas, assegurado que desta maneira as vidas privadas de seus cidadãos seriam abençoadas com boa fortuna e suas cidades floresceriam. E, no final, o renome das Deusas avançou a tal ponto que os habitantes da região continuam a honrá-los com muitas ofertas votivas em prata e ouro. Um templo foi construído para elas, que não só se destacava em tamanho, mas também porque como as pessoas não tinham a pedra adequada em seu próprio território, trouxeram-nas de seus vizinhos mesmo que as cidades estivessem distantes e a estrada fosse áspera e difícil. De fato, devido à grande quantidade das propriedades sagradas do templo e sua abundante prosperidade, as Deusas possuíam três mil cabeças de gado sagrado e vastas terras.

Uma mola chamada Adrasteia estava no sítio do templo de Zeus em Nemeia, um templo clássico do final de 330 a.e.c., mas foi construído em uma plataforma arcaica em um santuário muito antigo perto da caverna do Leão da Nemeia.

.

.

Curiosidade

O menor dos satélites de Júpiter do Grupo Amalteia, Jupiter XV, recebeu oficialmente o nome da ninfa Adrasteia. Ele orbita Júpiter na borda do anel principal e pensa-se que é o principal contribuinte de materiais para os Anéis de Júpiter.

Parentesco

  • Alguns mitos dizem que ela é filha de Melisso enquanto outros afirmam que é filha de Coribas
  •  Irmã de Ida

.

Guia rápido de Correspondências:

  • Invoque Adrasteia para: proteção, segurança, vigilância, contenção, nutrição, cuidados carinhosos, maternidade e tratos com crianças
  • Animais: ursos e cabras
  • Aromas e ervas: mel.
  • Alimentos e Bebida: mel e leite
  • Face da Deusa: Mãe
  • Elemento:  água
  • Estação do ano: Outono
  • Símbolos: cavernas, portas secretas, cabras.
Fontes
https://pt.wikipedia.org/wiki/Adrasteia
http://www.dicionarioinformal.com.br/adrasteia/
http://www.theoi.com/Nymphe/NymphaiIdaiai.html
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s