Eostre, Senhora da primavera

Eostre (também conhecida como Ēostre, Eostra, Eostrae, Eastre, Estre, Ostara, Osterae e Austra) é a Deusa da fertilidade, amor e do renascimento na mitologia anglo-saxã, na mitologia nórdica e mitologia germânica. Seu nome significa “Deusa da Aurora”. A ela é comemorado o sabbath de Ostara pois é dito que os antigos povos nórdicos comemoravam o festival de Eostre no dia 30 de Março e, … Mais Eostre, Senhora da primavera

Morrígan, senhora da morte

Morrígan, também escrita Mórrígan ou ainda como Morrígu, Mórríghean, Mór–Ríogain, é uma Deusa dos povos celtas da Irlanda que muitas vezes é tida como patrona das sacerdotisas e das bruxas. Seu nome siginifica “Grande Rainha” mas também pode significar “Rainha Fantasma” ou apenas “Terror”. Morrígan, como todas as deidades celtas está associada as forças da natureza, ao … Mais Morrígan, senhora da morte

Adrasteia, a inescapável

Na mitologia grega, Adrasteia (em grego Ἀδράστεια) foi a ninfa que cuidou do bebê Zeus, em segredo na Caverna Dicteia, seu nome significa “a inescapável” pois era sua responsabilidade para proteger o jovem Deus de seu pai, Cronos. Já na tragédia Reso, Adrasteia é filha de Zeus, ao invés de sua babá. Apesar de nenhuma de suas imagens terem sobrevivido até … Mais Adrasteia, a inescapável

Melusine, divindade das águas de rios e fontes sagradas

Melusine (ou Melusina) pode ser considerada um espírito feminino das águas doces em rios e fontes sagradas. Ligada à fertilidade, vingança e segredos, sua origem é obscura pois sua história recebeu muitas modificações na Idade Média, sendo que ela já foi referenciada como deusa celta, uma fada, ninfa, sereia e, hoje em dia, encontra-se como uma personagem … Mais Melusine, divindade das águas de rios e fontes sagradas

Pele, a Deusa Vulcão

Pele é a Deusa havaiana do fogo, da luz, dos vulcões, da dança e da violência. Ela é considerada uma Malihini, ou seja, uma Deusa que migrou para o Havaí depois da colonização polinesia. Ela e seus irmãos foram incorporados à mitologia havaiana por volta do século XII . É chamada nos cânticos sagrados havaianos de … Mais Pele, a Deusa Vulcão

Cerridwen, Deusa da morte, transformação e inspiração

Cerridwen, também conhecida como Ceridwen, Cyrridven, Kerdwin, (pronincia-se Ker-id-uen) é uma feiticeira da mitologia celta da Gália, ela é considerada por muitos como a Deusa lunar da morte, renascimento, transformação e inspiração, uma Grande Mãe e Senhora. Como uma Deusa do submundo, Cerridwen muitas vezes é simbolizada por uma porca branca, que representa tanto a sua fecundidade … Mais Cerridwen, Deusa da morte, transformação e inspiração

Estsanatlehi, a mulher que muda

  Conhecida como “A que se Renova”, “Mulher Mutante” ou “Mulher que Muda”, Estsanatlehi (pronuncia-se Êstisanatlêrí), é a Deusa celeste dos povos Navajo e Apache. Ela é a mais abençoada, reverenciada e benevolente pessoa sagrada de seu povo, Deusa da terra, Estsanatlehi simboliza cada mudança em cada planta que cresce, morre e nasce novamente, todos os … Mais Estsanatlehi, a mulher que muda

Têmis, a Deusa da justiça divina

Têmis (em grego Θέμις, Thémis) é uma titânide que personifica as leis divinas ratificadas pelo Costume e pela Lei (themistes), em contraste com a justiça humana (papel realizado pela Deusa Diké, sua filha) e as leis e decretos humanos (nomos). Era também associada aos oráculos que revelavam a vontade dos Deuses. Presidia, em especial, sobre as relações adequadas entre homem … Mais Têmis, a Deusa da justiça divina

Astéria, Deusa das estrelas cadentes, dos oráculos e profecias noturnas

Astéria ou Astrea (em grego antigo: Ἀστραῖα; donzela ou virgem das estrelas) é uma das Titãs, que rege as estrelas cadentes, os oráculos e profecias noturnas, incluindo sonhos proféticos, a leitura das estrelas (astrologia) e necromancia. Ela representa o aspecto escuro da noite, enquanto sua irmã, Leto, representa o aspecto acolhedor da noite. Essa característica noturna das irmãs foi herdada de sua … Mais Astéria, Deusa das estrelas cadentes, dos oráculos e profecias noturnas

Macha, Deusa da Soberania e protetora da guerra e da paz

Macha (pronuncia-se “Marra“) é uma Deusa irlandesa da Soberania, Rainha da Vida e da Morte e reverenciada no Lughnasadh/Lammas. Ela é a Deusa protetora da guerra e da paz, regendo também a astúcia, a força física, a sexualidade, a fertilidade e o domínio sobre os homens. Macha é também a Deusa que guia às almas ao além-mundo. Ela … Mais Macha, Deusa da Soberania e protetora da guerra e da paz

Brigantia, a Elevada

Brigantia é uma Deusa celta (galo-romano e romano-britânico) soberana da terra sagrada. Sua história a conecta à Brigit da mitologia irlandesa e por isso muitos a vêem como só mais um nome dado a Deusa mas há distinções entre as duas. Mesmo assim Brigantia está intimamente relacionada a Brigit como Deusa da Terra. A história do manto de Brigit mostra que … Mais Brigantia, a Elevada

Mito da criação

“Há muito, muito tempo atrás só havia trevas – um vasto e negro oceano infinito – o vazio que não era lugar algum. Deste lugar de nada, o Espírito se formou e em uma poderosa explosão de vibração, a Deusa passou a existir. Sua essência era perfeito amor e perfeita confiança. Em seu coração ela … Mais Mito da criação

Perséfone, rainha do submundo

Perséfone (também escrito como Perséfassa, Perséfata, Persefoneia e Ferépafa) é a Deusa Rainha do Submundo e esposa do Deus Hades. É também a Deusa do crescimento da primavera, que era adorada ao lado de sua mãe Deméter (Deusa da agricultura, estações do ano, casamento e feminilidade) nos Mistérios de Elêusis. Como Deusa Primaveril, ela abençoa as ervas, flores, frutos e … Mais Perséfone, rainha do submundo